Viver é a coisa mais rara do mundo. Muitas pessoas só existem

1202744028_f

Nunca fui de ligar para as coisas que não são de verdade, como é o exemplo da internet. Aqui temos a oportunidade de conhecer muitas coisas, ver diversas pessoas, entrar em diferentes mundos. Muito de tudo isso é ilusão, ilusão criada para mascarar a carência, a mágoa, o medo de viver. Eu sou um ator, vivo de criar ilusões, mas ao menos o meu jogo é limpo, quando alguém vai ao teatro já sabe que está sendo iludido, sabe, ou deveria saber que tudo o que se faz no palco é de mentira, da roupa à maquiagem, do olhar ao sorriso, da pele ao cabelo… Crio diversos personagens bons e maus, que amam e odeiam. Na internet isso é possível também, pode-se criar perfis “Fake” em muitos sites. Com o Photoshop, podemos ter uma aparência que nunca tivemos na vida real. E com a ferramenta de busca, buscar textos interessantíssimos, palavras que nunca foram nossas, e assim ficarmos mais interessantes para todos. Mas existe uma coisa que a net não faz, criar um novo coração, uma nova alma, um novo ser. Toda a fraude é desvendada, sempre. Toda a mentira tem perna curta e morre, por isso que um espetáculo de teatro só tem 1h ou 1:30h, ninguém consegue segurar uma mentira por muito tempo, a verdade vem à tona. Sendo o meu trabalho de ilusão, não posso viver a vida real de mentiras, assim, a partir de agora eu declaro QUEBRADA a ilusão, dou um basta à tudo o que não existe e vou viver somente o que existe, o que posso tocar. Tenho ânsia de viver, fazer, completar, amar… Quem vive na ilusão e se esconde ou cria um esconderijo para a sua personalidade, apenas existe.

Christian Simon

Compartilhe no Google Plus

Comentários no Facebook